IR 2021: Para o que serve o Informe de Rendimentos e como retirar?

Este tipo de documentação te auxilia para a prestação de conta na sua declaração do Imposto de Renda.

Continue conosco e entenda sobre o assunto.

O Informe de rendimentos não serve somente para declarar o Imposto de Renda, ele é necessário em outros tipos de situações financeiras da sua vida.

Estamos nos referindo a aplicações financeiras, independente se for renda fixa ou variável, pode acontecer de você ter que expor o quanto lucrou em suas aplicações financeiras no ano anterior.

Informe de Rendimentos Pessoa Física 

Como já adiantamos acima, este documento serve para informar todos os ganhos de um indivíduo ao longo de um período determinado.

Este documento está relacionado ao ano anterior à sua data de preenchimento.

Veja um exemplo:

Foi feito um relatório pelo senhor João, solicitado em 2020, portanto, deverá conter recebimentos acumulados no ano de 2019, de 1 de janeiro a 31 de dezembro.

Toda esta documentação precisa conter todos os rendimentos tributáveis e isentos de imposto e também é necessário que esteja registrado os lucros com os investimentos em renda fixa e variável.

Resumindo,  o informe é basicamente uma forma de provar à Receita Federal os ganhos que um cidadão teve durante determinado tempo.

Quais são as pessoas que precisam cumprir com esta obrigação? 

De acordo com a Legislação do Imposto de Renda é necessário informar, todas as pessoas físicas, jurídicas, que pagaram para outra “Pessoa Jurídica ou Pessoa Física”, algum valor referente à retenção do IR na fonte e é necessário fazer o envio do anexo preenchido.

Designed by @snowing / freepik
Designed by @snowing / freepik

Qual é o prazo para fazer o Envio? 

O prazo será sempre anterior ao início do preenchimento da Declaração do IR, portanto com este prazo, o contribuinte terá tempo para cumprir com as suas obrigações.

O mesmo deve ser enviado pelas fontes pagadoras até o último dia útil do mês de fevereiro.

Onde retirar? 

Os mais comuns são feitos pelas empresas (sobre os seus funcionários), bancos, corretoras e o INSS.

Lembrando que toda fonte pagadora deve informar os valores no anexo.

Caso você seja o colaborador de uma empresa, ou até mesmo contratado por um autônomo, é necessário solicitar que a PJ disponibilize o informe.

É necessário que os bancos também  preencham os documentos, neles constará a movimentação em contas, cartões e pagamentos.

A documentação precisa apresentar aplicações financeiras para saber os lucros e as perdas.

Informe INSS

O INSS é um dos mais comuns do anexo, pois, o mesmo emite o extrato para IR, informando todos os recebimentos do contribuinte. Para solicitar você pode acessar o site, telefone 135 ou agendar um atendimento presencial.

Por Laís Oliveira

Fonte: Rede Jornal Contábil .

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Open chat
1
Olá!
Como podemos te ajudar?